mar 142014

Dentro de hospitais: mulheres são vítimas de estupro durante atendimento

Artigo 1

Tribuna Hoje – Registros de estupros dentro de unidades de saúde do Distrito Federal, seja pública ou particular, têm preocupado as pacientes que buscam atendimento. Médicos e técnicos aproveitam o momento do exame ou consulta para abusar. Alguns pedem para a paciente tirar a roupa sem necessidade e outros tentam até beijar a vítima. Denúncias levaram os suspeitos para a cadeia. Relembre casos.

No registro mais recente, uma professora de 32 anos foi vítima de abuso sexual na noite desta quarta-feira (12) dentro do Hospital Regional do Gama. O suspeito se apresentou à paciente como técnico em radiologia da unidade hospitalar e disse que iria realizar o exame de raio-X. De acordo com a ocorrência, no momento do procedimento, o homem de 44 anos teria aproveitado para abraçar e tentar beijar a vítima, além de chamá-la de “gostosinha”.

Um técnico de enfermagem de 38 anos foi preso, em novembro de 2013, acusado de abusar sexualmente de uma paciente de 22 anos durante um procedimento de medicamento. O crime aconteceu dentro da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) do Riacho Fundo (DF). O homem chorou quando foi preso.

Em setembro de 2013, um técnico em enfermagem identificado como Rafael Machado do Nascimento, de 31 anos, foi preso acusado de estuprar uma paciente recém operada na sala de recuperação pós-cirúrgica do Hospital Regional do Paranoá.

No mesmo mês e no mesmo hospital, um ginecologista boliviano, naturalizado brasileiro, de 51 anos foi preso acusado pela PCDF (Polícia Civil do DF) de abusar sexualmente de pelo menos oito pacientes dentro da unidade de saúde durante exames de rotina nos últimos dois anos.

Em janeiro de 2013, um técnico em enfermagem do Hospital Santa Helena, localizado no fim da Asa Norte, em Brasília, foi preso em flagrante suspeito de estuprar uma paciente que estava internada na UTI. Francisco das Chagas Coutinho, de 47 anos, teria molestado uma paciente cega de 25 anos, internada para tratamento de uma forte crise de diabetes.

Postar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*



Monitoramento CEDAW - Ação Permanente
Endereço: Rua General Andrade Neves, 159, sala 85, 8º andar Centro Histórico, Porto Alegre, RS, CEP: 90010-210